Categoria: Viagem

17 de julho de 2017

Lugares para aproveitar o frio no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é referência no verão e todo mundo sabe. Mas além das belíssimas praias da cidade, é possível explorar diversos lugares maravilhosos no interior do Rio, especialmente no inverno. E quem não gosta de aproveitar essa época viajando para locais que remetam o friozinho?

Estrada. Lugares para aproveitar o inverno no RJ.

Leia também: Campos do Jordão: conheça a Suíça brasileira

A dica para quem quer aproveitar o frio no Rio é visitar as cidades da região serrana, como Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis. Já na região do Parque Nacional de Itatiaia, é possível conhecer Penedo e Visconde de Mauá.

Eu já viajei para todas acima e garanto: qualquer uma que você escolher não irá se arrepender. Mas caso você esteja buscando um lugar para aproveitar o frio mesmo, como pegar neve e tudo mais, esses não são os destinos ideais. Os termômetros podem chegar a marcar 5 graus, mas passar disso é difícil.

Conheça cinco lugares para aproveitar o inverno no Rio

  • Visconde de Mauá

Visconde de Mauá faz parte dos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. A região foi dividida em três vilas: a vila de Visconde de Mauá, Maringá e Maromba. Os atrativos naturais e a gastronomia são os grandes destaques de Mauá e suas vilas. A Cachoeira do Escorrega, o Vale do Alcantilado e o Pico da Pedra Selada são os lugares mais visitados pelos turistas.

Cachoeira do Escorrega em Visconde de Mauá. Fonte: Wikipédia.

Cachoeira  do Escorrega – Visconde de Mauá

  • Penedo

Penedo fica localizada na Serra da Mantiqueira, pouco antes de pegar a serra para Mauá. A cidade tem o nome de “Pequena Finlândia” devido a colonização finlandesa no local. E os costumes da colônia continuam preservados até hoje. Fábricas de chocolates, construções em estilo enxaimel, cachoeiras, muitas araucárias e até Casa do Papai Noel são vistas em Penedo.

Pequena Finlândia, Penedo. Fonte: Pinterest.

  • Nova Friburgo

Conhecida como capital nacional da lingerie, é o destino exclusivo para compras de peças íntimas. Emoldurada pela Mata Atlântica, a cidade oferece vários passeios que levam a cachoeiras, mirantes e reservas ambientais. Dentre os principais pontos turísticos está a Chocolateria Suíça, o passeio de teleférico e o Country Club.

Country Club em Nova Friburgo. Fonte: Wikipédia.

Country Club – Nova Friburgo

  • Petrópolis

Petrópolis é conhecida também como Cidade Imperial, pois era o lugar para onde a família real se mudava no verão. Construções históricas e palácios fazem parte da identidade da cidade. É impossível sair de lá sem conhecer o Museu Imperial, o Palácio de Cristal e a Cervejaria Bohemia. No mês de junho é quando acontece o Bauernfest, uma das principais festas germânicas do Brasil.

Museu Imperial em Petrópolis. Fonte: Wikipédia.

Museu Imperial – Petrópolis

  • Teresópolis

Enquanto a vizinha Petrópolis é marcada por luxo e alta movimentação, Teresópolis é ideal para quem busca um ritmo mais sossegado. É exatamente quando as temperaturas caem que as pousadas lotam e os restaurantes ficam repletos de famílias e casais. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos, a Granja Comary e a Vila St. Gallen são referências na cidade.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos em Teresópolis. Fonte: Wikipédia.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Teresópolis

Gostaram das dicas? Que tal aproveitar o friozinho em algum dos destinos acima?

0 comentários
12 de junho de 2017

Minha viagem para Porto de Galinhas

Em fevereiro desse ano eu decidi viajar para Porto de Galinhas, em Pernambuco. A viagem foi em cima da hora como eu sempre amo fazer, né – peguei algumas milhas e reverti na passagem de avião para Recife. Falando em programa de milhas, no ano passado eu entrei para o Clube Smiles.

Ao fazer o cadastro no Clube, você ganha imediatamente 6.000 milhas. O custo mensal é de R$42 e todo mês você ganha 1.000 milhas. Legal, né? Eu, particularmente, acho que vale muito a pena!

Clube Smiles, blog Garota Tropical.

Pois bem, peguei minha passagem por milhas e embarquei para Recife, capital de Pernambuco. Como eu já sabia que do aeroporto de Recife até Porto de Galinhas era bastante chão e precisaríamos ir à outras praias por lá, decidimos alugar um carro.

Locação de carro

Nossa intenção era alugar um carro na Localiza, como sempre fazemos. Entretanto, ao sair do embarque, vários caras de outras empresas vieram nos abordar afirmando que com eles seria melhor: um automóvel melhor, atributos internos melhores e, ainda por cima, um custo melhor!

Para a nossa infelicidade, acabamos indo na onda desse pessoal e alugamos o carro na Locar Brasil. Gente, se eu pudesse voltar no tempo, essa seria uma das coisas que com certeza eu não faria novamente. A viagem foi maravilhosa, mas a experiência da locação foi péssima.

Resumindo: o carro estava nas piores condições possíveis, e o preço saiu quase o mesmo que iríamos pagar na Localiza. Então meu conselho é: nunca façam o aluguel nessa empresa.

Bia Mendes em viagem para Porto de Galinhas.

Hospedagem

Pelo fato de ter inventado a viagem de última hora e estarmos em alta temporada naquela época, eram poucas as opções de hotéis disponíveis. Com muita sorte, acabamos conseguindo uma das últimas reservas na Pousada Recanto das Corujas, localizada na Praia do Cupe.

Eu recomendo de olhos fechados a estadia no local. Um ambiente lindo, cheio de verde e muita paz, café da manhã bem servido e um atendimento e acomodações impecáveis. Tudo isso através de um ótimo custo-benefício. A pousada fica cerca de cinco minutos de carro do centro de Porto de Galinhas.

Bia Mendes, do blog Garota Tropical.

Praias

A região de Porto de Galinhas oferece mais de 18km de praias com águas morninhas e cristalinas. Sabe quando você entra no mar mas, na verdade, parece que você está entrando em uma banheira quentinha?

Para quem não sabe, Porto de Galinhas pertence ao município de Ipojuca. São sete praias contínuas, desde a praia de Camboa, passando pelas praias de Muro Alto, Cupe, Porto de Galinhas, até chegar à Maracaípe e Pontal de Maracaípe. Exceto a primeira, eu cheguei a visitar todas as praias acima.

Eu amei todas as praias, de verdade! Mas prefiro falar de uma por uma, então assim que puder farei outro post falando especificamente de todas que visitei!

Bia Mendes na Praia de Muro Alto, em Porto de Galinhas.

Praia de Muro Alto

Restaurantes

No centro de Porto de Galinhas é possível encontrar uma variedade de restaurantes, lanchonetes, pizzarias, creperias, etc. Como em qualquer lugar de praia, podemos vislumbrar de uma gastronomia mais voltada para peixes e frutos do mar. Nesse caso, eu indico o Barcaxeira.

Um lugar bom e barato é o Espetinho Comedoria. Lá você pode encontrar vários tipos de espetinhos super saborosos através de um estilo mais gourmetizado. Eles vem acompanhados de uma porção de arroz, farofa e molho a campanha, com preços que variam de R$4,50 a R$10.

Não posso deixar de citar a La Crêperie também. Os amantes de crepe, assim como eu, precisam visitar o local. O ambiente é muito fofo e o crepe é um dos melhores, se não o melhor, que eu já comi na minha vida! No cardápio você também encontra saladas e alguns tipos de massas.

La Crêperie, em Porto de Galinhas.

Por fim, a minha principal dica é prestar bem atenção no preço dos passeios, pois turista sempre sofre. Um exemplo é o passeio de jangada na Praia de Porto. Muita gente não sabe que é possível conseguir uma pulseira de liberação na Praça do Relógio para visitar as piscinas naturais e acaba pagando.

Eu amo o Nordeste e adorei ter conhecido Porto de Galinhas, portanto, recomendo a viagem a todos!

2 comentários
28 de abril de 2017

Campos do Jordão: conheça a Suíça brasileira

Campos do Jordão é um município brasileiro localizado no interior do estado de São Paulo, mais precisamente na Serra da Mantiqueira. A cidade é conhecida como “suíça brasileira” pelas referências à cultura europeia e o clima frio, sobretudo no inverno.

Como havia falado para vocês, eu acabei viajando no meu aniversário e visitei vários lugares maravilhosos! Mas acontece que Campos do Jordão foi um dos que mais me marcaram. Eu fiquei completamente apaixonada por lá, tanto que já estou pensando em voltar o mais rápido possível!

Bia Mendes em Vila Capivari - Campos do Jordão.

Vila Capivari – Campos do Jordão

Logo que cheguei na cidade, me deparei com uma vegetação que eu nunca havia visto antes, uma arquitetura de paisagem incrível. Sabe aquela folha da bandeira do Canadá? Conhecida como folha de bordo ou maple, a cidade estava toda decorada com essas folhinhas no chão. Essa magia do Outono fez com que um lugar lindo ficasse mais lindo ainda!

Além disso, eu amei o clima de Campos do Jordão. Como fui neste mês de Abril, peguei um friozinho suportável – uma legging, uma blusa de manga e bota já bastaram. Mas a temperatura média anual gira em torno de 14ºC, chegando a cair para abaixo de zero no inverno.

Outono em Campos do Jordão.

Confira os principais pontos turísticos e passeios para se fazer em Campos do Jordão:

  • Vila Capivari

A Vila Capivari é um dos lugares mais movimentados de Campos do Jordão, com diversas possibilidades de gastronomia, lazer e entretenimento.  É onde se concentram a maior parte de hotéis e pousadas.  O cenário de Capivari fica ainda mais lindo com o contraste das árvores, em sua maioria formada por araucárias, além de uma diversidade de flores que se destacam em meio ao charme das montanhas.

Obs: é impossível sair de Vila Capivari sem experimentar os chocolates, que ganham combinações indescritíveis com frutas, sementes, e em tabletes, trufas e bombons.

Vila Capivari em Campos do Jordão.

  • Morro do Elefante

Em Campos do Jordão um passeio se faz obrigatório. O Morro do Elefante é um dos pontos turísticos mais visitados, revelando a vista mais bonita da cidade. Seu nome tem origem na formação da montanha, que de longe se assemelha ao contorno de um elefante. O acesso ao topo se dá por duas maneiras: por um teleférico que liga Vila Capivari ao Morro do Elefante, promovendo um passeio super divertido ou pela estrada, onde você tem a oportunidade de passar por paisagens belíssimas cercadas de muito verde.

Morro do Elefante em Campos do Jordão.

  • Cervejaria Baden Baden

A cervejaria Baden Baden surgiu como ideia de quatro amigos apreciadores de cerveja que queriam criar uma micro cervejaria. Em Campos do Jordão, portanto, é possível visitar a sua fábrica e acompanhar todo o processo de fabricação das cervejas artesanais. Durante o tour, o visitante também recebe dicas de degustação e  pode experimentar os chopps Cristal e Bock. Para visitar a fábrica da primeira cerveja gastronômica do Brasil, é necessário agendar a visita com antecedência.

Cervejaria Baden Baden em Campos do Jordão.

  • Amantikir

O parque Amantikir Garden reúne 26 jardins, com mais de 700 espécies de plantas dos mais diversos países como Inglaterra, Austrália, Alemanha e Japão. Aberto para visitação durante o ano todo, as visitas no parque podem ser guiadas ou não. Todo o projeto Amantikir está apoiado sobre três ideias que o parque busca transmitir: Diversidade, Sustentabilidade e Educação. Assim, o objetivo é que todos os visitantes saiam do parque melhores do que entraram, levando para sempre uma nova maneira de ver e se relacionar consigo mesmo e com a natureza.

Parque Amantikir em Campos do Jordão.

  • Horto Florestal

O Horto Florestal fica 15km do centro e tem cinco trilhas com diferentes níveis de dificuldade. Se chegar cedo e tiver disposição, dá até pra fazer mais de uma trilha no mesmo dia. E quando cansar e bater aquela fome, o horto tem lanchonete, restaurante, mesinhas para piquepique e até churrasqueira para os visitantes. Um refúgio dentro da cidade, o Horto é ótimo para fazer caminhadas entre as araucárias. Dentro do local também, há outras atividades como arvorismo, duas tirolesas e aluguel de bikes.

Horto Florestal em Campos do Jordão.

Como vocês podem ver, Campos do Jordão é um lugar repleto de verde, com várias opções de lazer e entretenimento. Eu já estou marcando a minha próxima viagem para lá, e vocês?

2 comentários
12 de abril de 2017

Dez músicas para colocar o pé na estrada

O feriadão está chegando, e nada melhor do que aproveitá-lo viajando, né? E uma viagem perfeita pede uma playlist perfeita também. Eu amo colocar o pé na estrada e selecionar as músicas que tem mais a ver com o momento, que me fazem pensar e refletir na vida, me desligar de coisas do cotidiano. Sabe quando você põem a cabeça na janela do carro e fica se imaginando em um filme? Essa sou eu todinha! 

Músicas boas para viajar.

Foto: Pinterest

Estou pensando em criar algumas playlists no Spotify para compartilhar com vocês também! Mas enquanto isso, segue abaixo dez músicas que eu considero ótimas para colocar em viagens:

1. Cage the Elephant – Cigarette Daydreams

You can drive all night
Looking for answers in the pouring rain
You wanna find peace of mind
Looking for the answer

2. Oasis – Stand By Me

So what’s the matter with you?
Sing me something new…
Don’t you know?
The cold and wind and rain don’t know
They only seem to come and go away

3. The Fray – Over my Head

Everyone knows I’m in
Over my head
With eight seconds left in overtime

4. Novos Baianos – Mistério do Planeta

Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso
Jogando meu corpo no mundo
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros

5.  The Temper Trap – Sweet Disposition

A moment, a love
A dream, a laugh
A kiss, a cry
Our rights, our wrongs

6. Maroon 5 – Maps

The map that leads to you
Ain’t nothing I can do
The map that leads to you
Following, following, following

7. Flume – Drop the Game

I’ve been feeling old, I’ve been feeling cold
You’re the heat that I know
Listen, you are my sun!

8. The Kooks – Seaside

Do you want to go to the seaside?
I’m not trying to say that everybody wants to go
I fell in love at the seaside
I handled my charm with time and slight of hand

9. Coldplay – A Sky Full of Stars

‘Cause you’re a sky, ’cause you’re a sky full of stars
I want to die in your arms
‘Cause you get lighter
The more it gets dark
I’m going to give you my heart

10.  Além do que se vê – Los Hermanos 

É preciso força pra sonhar e perceber
Que a estrada vai além do que se vê

E aí, curtiu as músicas e vai pensar incluí-las na sua playlist de viagens? Caso vocês tenham outras sugestões, podem me mandar!

0 comentários
31 de março de 2017

O que fazer em Santa Catarina

O estado de Santa Catarina fica localizado na região Sul do território brasileiro, sendo Florianópolis a sua capital. Os habitantes que residem no estado têm influência de imigrantes europeus, como portugueses, italianos e alemães. Santa Catarina é um estado com uma vegetação bastante diversificada, praias belíssimas e vários lugares históricos para se visitar.

O clima é subtropical úmido com chuvas bem distribuídas ao longo do ano. As temperaturas variam de acordo com a altitude e nas áreas mais altas, por exemplo, é possível presenciar a neve durante o inverno.

Montagem de Santa Catarina, Blog Garota Tropical.

O que fazer em Santa Catarina?

Eu considero Santa Catarina um estado com muitos aspectos similares ao Rio de Janeiro, de modo que você tem inúmeras possibilidades do que fazer. É possível visitar praias, cachoeiras, lugares históricos e ir à grande festas e eventos. Além disso, as cidades são próximas uma das outras, então assim como eu, você pode visitar diversos lugares em uma viagem só.

  • Praias

Muitos com certeza já devem ter ouvido falar na Praia do Rosa, situada no município de Imbituba. Com águas cristalinas e uma vegetação deslumbrante, a praia é um sucesso entre os surfistas. Em Florianópolis, é possível conhecer diversas praias belíssimas também, como a Joaquina e Galhetas.

Entre Balneário Camboriú e Floripa está Bombinhas, considerada a capital do mergulho ecológico. Composta por 39 praias, algumas delas são acessíveis somente através de trilhas ou pelo mar.

Praia de Bombinhas, em Santa Catarina.

Praia de Bombinhas – Bombinhas

  • Parques e atrações

No estado de Santa Catarina fica situado o maior parque multitemático da América Latina, o Beto Carrero World. O parque tem diversas atrações e brinquedos: montanhas russas, animais, malabaristas e personagens de filmes como Madagascar e Shrek.

Em Balneário Camboriú há o Parque Unipraias, que através de um passeio delicioso de bondinho, o visitante pode parar em duas estações: a Mata Atlântica, na qual está presente o Parque Ambiental, e a estação Laranjeiras, onde fica uma praia com o mesmo nome da estação, perfeita para banho.

Espetáculo Madagascar no Beto Carrero.

Madagascar – Beto Carrero World

  • Restaurantes

O Alemão Batata, localizado em Blumenau, tem diversas opções de batatas recheadas. Lá eu tive o prazer de experimentar a batata tradicional, composta por requeijão, provolone e bacon. Com um chopp acompanhando, traz a combinação perfeita.

Em Floripa, o Ostradamus é um dos mais tradicionais restaurantes de frutos do mar da região. O cardápio contém pratos caros, mas que podem ser justificados pela sua alta gastronomia. Situado sob o mar, o restaurante é todo diferenciado, desde a decoração até o uniforme dos garçons.

Restaurante Ostradamus, em Florianópolis.

Ostradamus – Florianópolis

  • Festas e eventos

Green Valley, localizado em Balneário Camboriú, é considerado o melhor club de música eletrônica do Brasil  e segundo melhor do mundo, de acordo com a revista inglesa DJ MAG.  Já em Floripa, Jurerê Internacional ganha destaque com as melhores festas da cidade.

Um evento muito famoso em Santa Catarina é o Oktoberfest, um festival de cerveja que acontece todo ano em outubro, na cidade de Blumenau. A festa atrai turistas de toda parte do Brasil e do exterior, principalmente da Alemanha.

Green Valley, em Balneário Camburiu.

Green Valley – Foto de Diego Jarschel

E você, já visitou alguma cidade de Santa Catarina?

2 comentários