Categoria: Pets

26 de agosto de 2017

Alimentos que seu cão nunca deve comer

Quem tem cachorro sabe que é muito comum nos depararmos com esses fofinhos implorando pela comida que está em nosso prato. Isso quando eles não dão uma de espertos e roubam na maior cara de pau quando estamos distraídos, rs.

Eu, particularmente, crio forças para não compartilhar nada com os doguinhos que me pedem comida. Afinal, quem resiste aos olhinhos de gatinho do Shrek pedindo comida? Mas a verdade é que, apesar de termos pena, não podemos deixá-los comer de tudo.

Alimentos que o seu cão nunca deve comer.

Existem vários alimentos que os cães não podem comer. E nessa lista incluem até frutas e sementes que são consideradas saudáveis para a gente. Alguns desses alimentos podem causar problemas ao seu bichinho, como desconfortos e até doenças mais graves.

Os alimentos que o seu cão nunca deve comer

  • Uvas e passas

As uvas e passas podem causar insuficiência renal nos cães. Apenas uma pequena quantidade pode deixá-lo doente. O primeiro sinal é quando os vemos vomitando repentinamente. Dentro de alguns dias, seu melhor amigo ficará apático e deprimido.

  • Chocolate

O problema no chocolate está na teobromina. E isso inclui todos os tipos de chocolate, até o branco. Os chocolates podem fazer com que o seu cachorro tenha náuseas e vômitos. Além disso, podem causar problemas mais sérios como de coração, tremores e até convulsões.

  • Nozes

As nozes contém grandes quantidades de óleos e gorduras, que podem causar vômitos, diarreia e até pancreatite nos cachorros. As macadâmias são especialmente perigosas para os cães, podendo causar fraqueza, depressão, vômitos, tremores e hipertermia.

  • Leite e derivados

Os cães não conseguem processar o leite de vaca como a gente. Falta a enzima para quebrar o açúcar do leite, e muitos cães são intolerantes à lactose. Os produtos lácteos podem fazer com que os cães vomitam, tenham diarréia ou desenvolvam doenças gastrointestinais.

  • Abacate

Os abacates contêm uma substância chamada persin e, se for administrada em grandes quantidades, pode ser fatal para cães. Caso você cultive abacates, por exemplo, tente ao máximo mantê-los fora do alcance dos seus animais de estimação.

Leia também:

Como podemos ver, precisamos nos atentar a saúde dos nossos melhores amigos. O ideal, portanto, é que a alimentação seja regrada sob o consumo de comidas próprias para cachorros.

4 comentários
26 de junho de 2017

Plano de saúde para pets

Não é novidade que de uns tempos para cá as pessoas têm assumido os pets como filhos. Sendo assim, cachorros, gatos e outros animais de estimação passaram a se tornar membros da família. E todos sabemos que assim como filhos, esses bichinhos precisam de cuidados.

O gasto com alimentação e saúde ultrapassa 7% da renda familiar segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Dessa forma, podemos ver que as famílias brasileiras apresentam um gasto considerável, que varia de R$200 a R$400 por mês com seus pets.

Planos de saúde para cachorros e gatos.

Leia também: Melhores pets para se ter em apartamento

Tendo em vista esse cenário, uma alternativa para reduzir os custos é a aquisição de um plano de saúde. Você sabia que assim como nós, os bichinhos também podem ter um convênio médico? E isso pode diminuir muito os gastos com veterinário!

Saiba mais sobre os planos de saúde para pets

Só quem já teve um animação de estimação que ficou doente sabe o quanto é caro fazer consultas e exames. Mas com a chegada desse serviço, agora é possível ter uma redução nos custos de saúde, além de oferecer um cuidado maior aos pets.

O serviço é consideravelmente novo no Brasil, mas vários empreendimentos já estão surgindo para acirrar a concorrência nesse mercado. Logo, hoje podemos encontrar diversas empresas com planos que variam de acordo com as suas necessidades.

  • Health For Pet

Em Outubro de 2015, a Porto Seguro lançou o Health For Pet aqui no Rio. Os planos para cães e gatos variam de R$42 a R$323 dependendo da idade do pet e do que ele precisa.

Plano de saúde para pets - Health For Pet.

Nossa missão é proporcionar a cães e gatos uma vida mais saudável e feliz, aliando tecnologia, carinho e comprometimento para viabilizar o acesso ao que existe de melhor na medicina veterinária.”

O H4P oferece cinco diferentes tipos de planos. Para pets de até 8 anos podemos encontrar o Pet Light, Pet Plus, Pet Total e Pet Premium. Confira algumas vantagens:

Plano Pet Light, Pet Plus, Pet Total e Pet Premium - Health For Pet.

Se o seu pet tem mais de 9 anos, o plano sai mais barato que os anteriores. A H4P oferece para o seu melhor amigo o Pet Sênior. Confira algumas vantagens: Plano Sênior - Health For Pet.

Apesar de poder contratar esses serviços em qualquer idade, o ideal é fechar o contrato antes do pet sofrer algo grave. Prevenir ainda é a maior forma de amor que um tutor pode oferecer ao seu pet”, explica o diretor veterinário da Health For Pet, Dr. Jose Roberto Souza Ribeiro.

Gostaram da novidade? O próximo passo para oferecer um cuidado maior ao seu pet é, portanto, procurar as empresas que ofereçam esse tipo de serviço na cidade em que você mora. Assim, você estará economizando e protegendo-o mais ainda <3

0 comentários
24 de abril de 2017

Melhores pets para se ter em apartamento

Eu moro em casa desde que nasci e o meu quintal é enorme. E quando eu falo enorme você pode imaginar um sítio, porque é tipo isso mesmo. Quando eu era criança cheguei a ter coelho, tartaruga, gato, calopsitas, vários cachorros, e até galinha e pato.

Uma coisa que eu não posso reclamar mesmo é da minha infância. Lembro que meus amigos da escola adoravam vir aqui em casa brincar em meio à muita lama e bichos. E o fato de não poder ter nenhum pet por morar em apartamento é uma coisa que vários deles sempre contestaram.

Bia Mendes e seu gato, mingau.

Felizmente eu nunca passei por isso, mas entendo esse trauma. Recentemente ajudei uma amiga com um dilema de qual bichinho adotar porque na casa dela não havia espaço. Ela acabou adotando um cachorrinho maltês e, pensando nisso, resolvi fazer esse post com a lista de alguns bichos de estimação para se cuidar em apartamentos.

Quando a gente faz a associação: animais e casa, logo nos vem na cabeça os gatos e cachorros. Entretanto, dá para criar vários outros bichinhos, até os mais exóticos que se possa imaginar.

Confira a lista de pets para se ter em apartamento:

  • Chinchila

As chinchilas parecem uma mistura de coelho e são muito doces e tranquilas, além de serem fáceis de se cuidar. Uma curiosidade das chinchilas é que elas preferem banhos com pó ou areia em vez de água, essenciais para que ela possa renovar os pelos e não tenha doenças de pele. Elas são conhecidas também por mastigar uma variedade de objetos, então é bom ter um estoque em casa.

Pets para criar em apartamento: chinchila.

  • Cachorro

Ter cachorro em apartamento é muito relativo, porque depende muito do porte e a da raça de cada um. Pelo espaço ser pequeno,  o melhor à se fazer é optar por cães tranquilos e de pequeno e médio porte, como Yorkshire, Pug, Bulldog, Shih-tzu, Maltês, Lhasa e o meu sonho, Cavalier King Charles Spaniel.

Pets para criar em apartamento: cachorro.

  • Porquinho da índia

Eles não são porquinhos e nem vieram da índia, mas sim da América do Sul. Os porquinhos da índia geralmente são ideais como primeiro animal de estimação das crianças, e a facilidade em cuidar deles os fazem ótimos para se ter em apartamento. Eles vivem até oito anos e não exigem tanta despesa com alimentos e outros cuidados.

Pets para criar em apartamento: porquinho da índia.

  • Gato

Eu já citei aqui no blog alguns motivos para se adotar um gatinho. Os gatos são ótimos para se ter em apartamento, principalmente pelo fato de se adaptarem à qualquer espaço e serem muito limpinhos. Os gatos são muito brincalhões: é só você arrumar algum objeto que faça barulho que eles se divertem certamente. Além disso, são tranquilos e se deliciam com um bom carinho.

Pets para criar em apartamento: gato.

  • Hamster

Assim como o porquinho da índia, o hamster é um sucesso entre as crianças e são muito fáceis de cuidar. Eles são noturnos e dormem durante o dia, mas ficam muito felizes quando o assunto é brincadeira. Entretanto, a expectativa de vida dos hamsters é pequena – em média de um ano e meio a dois anos – então se ele for o bichinho de estimação de uma criança é necessário prepará-las para uma futura perda.

Como vocês viram, apesar dos apartamentos serem ambientes pequenos, é possível sim ter bichinhos de estimação. Que tal pegar um para cuidar?

1 comentário
03 de abril de 2017

Cinco motivos para você adotar um gatinho

Não posso começar esse assunto sem compartilhar antes com vocês uma história. Se alguém me perguntasse se eu gostava de gatos há quatro anos atrás, provavelmente eu iria falar que não tinha nada contra, mas que não gostaria de ter um.

Acontece que em uma bela madrugada de abril de 2013, eu fui surpreendida por uns barulhos esquisitos na porta da minha casa. Morrendo de medo, eu abri a porta devagarinho e me deparei com uma espécie de ratinho branco todo encardido e morrendo de frio. Ele era minúsculo e parecia um rato, sério.

Minha mãe estava saindo do banho e, quando me viu, deu um grito! A cena que ela presenciou foi exatamente essa: eu, sentada no chão da cozinha, dando peito de peru para um bicho todo sujo. Prometemos uma à outra que a gatinha (já tínhamos reconhecido que não era um rato e achávamos que era fêmea hahaha) ficaria somente aquela noite e iríamos doá-la no dia seguinte.

Passou um dia, dois, e o mingau está com a gente até hoje.  Essa semana completa quatro anos que ele apareceu, não sabemos a data de aniversário ao certo, mas provavelmente ele tinha nascido poucos dias antes daquela madrugada. Eu criei um vínculo tão grande com ele que eu não sei nem como explicar.

Mingau, o gato de Bia Mendes - Blog Garota Tropical.

O mingau é o meu porto seguro. Ele está ali do meu ladinho todos os dias, nas melhores horas para compartilhar a felicidade do momento comigo, e também nas piores, me confortando. Às vezes eu prefiro deixar de sair para ficarmos juntinhos vendo netflix e depois dormir de conchinha. E pronto, eu não preciso mais de nada <3

Desde que eu passei a ter gato, percebi que muitas pessoas têm uma percepção ruim deles no geral. Elas alegam que eles transmitem doenças, mordem, arranham, soltam pêlos demais, dentre outras coisas. Admito que não estão erradas em alguns pontos, por exemplo, eu tenho que pensar duas vezes antes de comprar uma roupa preta, rs.

Eu acredito sim que devemos nos atentar diante das doenças transmitidas, mas para isso, o primeiro passo é estar com a vacinação em dia. No que se refere à morder e arranhar, acho que isso varia do temperamento de um gato para outro. O mingau, por exemplo, nunca me mordeu a não ser de brincadeira. Além disso, depois que eu o castrei, ele ficou muito mais calminho.

Motivos para adotar um gatinho.

Cinco motivos para você adotar um gatinho

Quase toda semana eu vejo posts no Facebook falando sobre adoção de filhotinhos de gatos. Eu quase morro vendo vários maravilhosos na minha timeline ou em petshops esperando um lar. Dessa forma, selecionei cinco motivos para você considerar adotar um gatinho:


1.  Higiênicos

Quando se trata de higiene pessoal, os gatos dominam o assunto. Eles mesmos gostam de se limpar sozinhos, ficam se lambendo quase o tempo todo. Além disso, eles têm o hábito de fazer suas necessidades na caixinha de areia e, em seguida, tampar o buraco que fizeram para evitar mau cheiro.

2. Se divertem com pouco

Não tem porquê gastar dinheiro com brinquedos para gatos. Eles conseguem se divertir com bolinhas de papel, cadarços, caixas ou qualquer coisa que faça barulho. Os brinquedos que contêm sinos ou guinchos são bons principalmente para aqueles que ficam muito tempo sozinhos, pois o som atua como um estímulo adicional.

3. Fácil adaptação

Os gatos conseguem se adaptar à diversos tipos de locais e ambientes. Mesmo em um apartamento pequeno, os felinos procuram seus cantos para se acomodar. Inclusive, é muito comum nos depararmos com eles dormindo em lugares que nunca fossemos esperar.

4. São independentes

Diferente dos cachorros, por exemplo, os gatos conseguem se virar um pouco mais sozinhos e são menos carentes. Dessa forma, é possível viajar por poucos dias, deixar água e comida controladas, que eles vão saber agir tranquilamente.

5. Afeto e companheirismo

Eles são ótimos companheiros para todas as horas. São amigos das crianças, pois são pacientes e adoram brincar. Sempre que possível estão ao lado dos seus donos pedindo carinho e, ao ronronar, mostram que estão gostando do afeto.

Que tal adotar um gatinho?

2 comentários